Clipes, um símbolo de resistência nacional

clipe-blog

Patenteado na Alemanha por Johan Vaaler (1866-1910), um inventor norueguês, em 1899, o clipe permanece indispensável. Na simplicidade absoluta reside a genialidade do clipe. Ele é tão banal que a própria palavra clipe é algo engraçado. Este simples metal dobrado é um excelente exemplo de um objeto minimalista, faz seu trabalho bem o suficiente e, além disso, pode ser utilizado para diversos propósitos. De acordo com uma divertida e curiosa pesquisa conduzida pelo Lloyds Bank a algum tempo atrás, de cada 100000 clipes feitos nos Estados Unidos, 19143 foram utilizados como fichas, 17200 como botões improvisados em roupas, 15556 foram abandonados e perdidos, 14163 foram manipulados e destruídos durante devaneios da mente. Existem vários tipos de clipe, mas o mais tradicional e conhecido é o eterno design em curva formando um duplo U. Uma empresa inglêsa, Gem Manufacturing Ltd., o fabricou por vários anos antes de Johan Vaaler o patentear. Mesmo assim, os noruegueses atribuem a invenção do clipe a Johan Vaaler e um clipe gigante foi erguido em Sandvika, na Noruega, em sua homenagem. Mas, este exemplo de arte pública não é uma homenagem apenas a Vaaler, é também um monumento à memória de um momento especial vivido pelos noruegueses quando na Segunda Guerra Mundial a Alemanha nazista invadiu a Noruega e proibiu o uso de símbolos nacionalistas. Os noruegueses passaram a usar clipes na lapela, numa demonstração pública de patriotismo que não tinha como ser proíbida, pois clipes existiam em outros lugares. De uma ferramenta simples para um símbolo de resistência nacional, o clipe é um pequeno triunfo do design.

Sobre Vânia Myrrha

Vânia Myrrha é arquiteta, professora de História da Arte, da Arquitetura e do Design. Doutoranda em Design na Universidade do Estado de Minas Gerais. Mestre em Arquitetura e Urbanismo - UFMG. Especialista em História da Arte pela PUC Minas. Especialista em Arte Contemporânea pelo IEC - Instituto de Educação Continuada - PUC Minas.
Esse post foi publicado em Uncategorized e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s